Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia da Madeira terá palestras, minicursos e visita à Flona Tapajós

O uso de madeira para fins energéticos e Ciência forense aplicada às ciências florestais, são alguns dos minicursos previstos.

 
 -   /
/ /

A Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) sedia em Santarém no período de 1º a 5 de outubro, o IV Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia da Madeira Pesquisa e Inovação. O evento terá conferências temáticas, apresentações orais de trabalhos, minicursos e visitas técnicas à Floresta Nacional (Flona) do Tapajós e à indústria madeireira.

O evento é realizado pela Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia da Madeira (SCBCTEM) em conjunto com a Ufopa e a Universidade do Estado do Pará (Uepa).

As conferências de abertura ocorrerão no dia 1º de outubro, no auditório da Unidade Tapajós, a partir das 14h e serão ministradas pelos professores da Ufopa Celson Lima e Kariane Nunes, que falarão sobre “Inoversidade" e "Biocosméticos Amazônicos”, respectivamente. O Prof. Jalel Labidi, da Universidade do País Basco (Espanha), fará conferência sobre “A utilização de biomassa lignocelulósica para a produção de tintas, vernizes, colas e polímeros”.

Minicursos

Cubagem de toras e operação de serraria, Princípios de secagem industrial para madeiras tropicais, O uso de madeira para fins energéticos e Ciência forense aplicada às ciências florestais, são alguns dos minicursos previstos.

Entre os minicursos que serão ofertados no IV CBTCEM está o de “Biocosméticos baseados em resíduos madeireiros”, que será ministrado pela responsável técnica do Laboratório de Farmacotécnica da Ufopa, Cássia Valéria Pinheiro. Ela já está testando a produção de sabonetes artesanais, cuja técnica será mostrada durante o minicurso.

“Além de serem feitos com manteigas e óleos amazônicos, conseguimos transformar serragem em pó de jatobá, material de pigmento para estes sabonetes. Estamos trabalhando para agregar valor à biodiversidade da Amazônia, com intuito de criar novos pigmentos para biocosméticos, por exemplo”, afirmou Cássia.

A Profa. Dra. Kariane Nunes (Isco), coordenadora do Laboratório de Farmacotécnica, ressalta a parceria com o Prof. Dr. Vitor Moutinho, um dos coordenadores locais do evento. "O projeto tem uma identidade muito especial, uma vez que, através de um plano de trabalho de iniciação científica com resíduos madeireiros, surgiu um projeto maior com uma nova rota tecnológica para obtenção de pigmentos a partir dos resíduos madeireiros, os quais podem ser aplicados em diversos tipos de biocosméticos", disse.

Os sabonetes vegetais serão distribuídas no evento, como forma de divulgar a inovação tecnológica na produção de biocosméticos na Ufopa.

As inscrições foram feitas exclusivamente por meio da Internet e estão esgotadas. A programação encerra no sábado (5), com visitas técnicas à Floresta Nacional do Tapajós (Flona) e à unidade de beneficiamento de madeira, com sede em Santarém.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE