Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Projeto Municípios Prato Cheio prorroga cadastro de famílias carentes

A indicação dos beneficiários deve ser feita pelos conselhos de assistência social dos Municípios participantes da segunda fase da programa, uma vez que eles acompanham a situação de vulnerabilidade local

 
O Projeto Municípios Prato Cheio prorrogou, até o dia 30 de novembro, o cadastro de famílias carentes para receber itens básicos de higiene e alimentação. A indicação dos beneficiários deve ser feita pelos conselhos de assistência social dos Municípios participantes da segunda fase do programa, uma vez que eles acompanham a situação de vulnerabilidade local.

Começa segunda etapa do projeto Municípios Prato Cheio para o Desenvolvimento

Política Nacional de Educação Especial é sancionada e promete ampliar atendimento aos estudantes com deficiência

Para conseguir atender cerca de 176.550 famílias divididas por 346 Municípios, a previsão do projeto é investir R$ 8.827.500. No entanto, o valor e a quantidade de atendidos podem ser ainda maiores, caso as doações feitas por pessoas jurídica ou física aumentem. Lembrando que o projeto deseja beneficiar 1,3 milhão de famílias de 3.399 Municípios, ao final da ação.

Na primeira fase do programa, mais de 22 mil famílias foram beneficiadas em 30 Municípios que apresentam menos de 50 mil habitantes e Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) baixo foram validadas. Nessas localidades é onde se concentram as pessoas mais vulneráveis do País e com menor acesso às políticas sociais.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE