Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

POLICIA

Operação Ninho de Cobra: Polícia Civil e Polícia Penal fazem operação para impedir entrada de celulares e drogas no presídio de Jataí

 

A Polícia Civil, por meio do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Jataí, e a Polícia Penal da cidade deflagraram em conjunto, na última sexta-feira (08), a Operação Ninho de Cobra. Foram cumpridos na operação diversos mandados de busca e apreensão a fim de impedir a introdução de drogas e de aparelhos de telefonia celular na Cadeia Pública de Jataí, além de identificar os autores desses delitos, em sua maioria, familiares de presos. Outro objetivo da operação foi cessar a prática dos crimes de extorsão e de estelionato, comumente praticados pelos presos com o uso de tais celulares.

Nesta primeira fase da operação, foram cumpridos mandados de buscas nas residências de familiares de presos e também em celas da unidade prisional, o que resultou na apreensão de celulares (quase todos furtados ou roubados e que serão restituídos às vítimas) e de porções de entorpecentes.

Segundo o delegado Marlon Souza Luz, do Genarc de Jataí, familiares de presos e demais pessoas vinculadas a eles têm buscado introduzir semanalmente, na unidade prisional da cidade, de 7 a 10 kg de drogas ilícitas, dentre maconha e crack, representando um fator de risco para a disciplina e segurança carcerárias. Além das drogas, a introdução de celulares tem facilitado a prática e a coordenação de crimes.

Para o diretor da Cadeia Pública, Danilo Guimarães, as ações conjuntas das Polícias Civil e Penal possibilitarão fortalecer o trabalho já desenvolvido pela Polícia Penal, que semanalmente impede a introdução de drogas e de celulares na unidade.As ações externas da Polícia Penal já resultaram em confronto e óbito de traficantes que tentavam introduzir vários quilos de drogas na Cadeia Pública, por meio do lançamento de pacotes pelos muros.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE