Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Pais de 445 crianças separadas na fronteira dos EUA ainda não foram localizados

61 famílias foram encontradas desde fevereiro, em tentativa do governo Joe Biden de reverter parte das medidas anti-imigração adotadas pelo seu antecessor, Donald Trump.

 
 -   /
/ /

Os pais de 445 crianças imigrantes separadas dos pais ao tentar atravessar a fronteira dos Estados Unidos ainda não foram encontrados, apontam documentos de um processo judicial.

Elas foram separadas de suas famílias devido à política anti-imigração de "tolerância zero" do governo Donald Trump entre 2017 e 2018.

O plano foi criado para conter o fluxo crescente de imigrantes sem documentos, principalmente famílias da América Central que fugiam da pobreza e da violência em seus países.

  • Superlotação, crianças em cercados de plástico e tapetes de brinquedo: a situação dos abrigos para menores imigrantes nos EUA
  • Detenções na fronteira dos EUA atingem maior índice em 15 anos

A tentativa de encontrar seus pais foi uma das promessas do novo presidente americano, Joe Biden, que derrotou Trump na eleição de novembro.

O Departamento de Justiça dos EUA e a União das Liberdades Civis Americanas (ACLU, na sigla em inglês) encontraram 61 famílias desde fevereiro, em um esforço para as reuni-las anos após a separação.

A ACLU é uma entidade que ajuda a reunir as famílias, em uma força-tarefa criada por Biden logo no início do seu mandato.

As autoridades de fronteira separaram ao menos 2.800 crianças de seus pais durante a política de imigração de "tolerância zero" de Trump, segundo dados do governo americano.

O governo americano descobriu também que pelo menos mais 1.712 crianças foram separadas de suas famílias antes da política de Trump entrar em vigor.

VÍDEOS: as últimas notícias internacionais

200 vídeos Agências reguladoras da União Europeia e Reino Unido mantêm aprovação da vacina Oxford/AstraZeneca Reino Unido e União Europeia mantêm recomendação para vacina de Oxford-AstraZeneca, após raros casos de coágulos Presidente da Comissão Europeia fica surpresa quando colega e Erdogan ocupam cadeiras

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE