Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Um dos principais alimentos do almoço do Círio, pato continua caro em Belém

Com menos de 30 dias para o Círio de Nazaré, tanto o pato vivo quanto o pato congelado estão pesando no bolso do consumidor

 

Alimento tradicional do almoço do Círio de Nazaré, o pato está mais caro este ano, de acordo com pesquisa do Dieese/PA. O frango deve substituir o pato nas receitas paraenses.

As pesquisas foram feitas em feiras livres, mercados municipais e supermercados da capital paraense entre os dias 04 e 09 de setembro. Há menos de um mês do Círio, a grande maioria dos produtos que fazem parte do almoço no segundo domingo de outubro está mais cara este ano, se comparado com o mesmo período do ano passado.

A inflação dos últimos 12 meses está calculada em 10,42% (INPC/IBGE), porém muitos produtos tiveram reajustes maiores que a inflação do período analisado.

De acordo com a pesquisa do Dieese/PA, o pato vivo, comercializado nas feiras livres de Belém, ainda está sendo encontrado em pequenas quantidades. No período analisado, o animal foi encontrado apenas no Ver-o-Peso e na Feira da 25, pesando entre 2,5 kg e 3 kg, e comercializados entre R$ 70 e R$ 80, a unidade da ave.

O pato congelado, encontrado em sua maioria nos supermercados, também foi encontrado em pequenas quantidades. O preço do quilo do pato congelado está variando entre R$ 19,35 e R$ 26.

Enquanto os preços do pato continuam elevados, o quilo do frango pode ser encontrado entre R$ 8,88 e R$ 12,99. O frango vivo, comercializado em feiras livres da grande Belém está custando entre R$ 7 e R$ 8.

A expectativa é que aumente o número de patos vivos ofertados e o preço sofra queda até às vésperas do Círio de Nazaré.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE