Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Estados Unidos exterminam segundo ninho de vespas assassinas

Insetos atacam abelhas e vespas de outras espécies, matando toda a população e consumindo tudo o que tem nas colmeias.

 
 -   /
/ /

O Departamento de Agricultura do Estado de Washington (WSDA - sigla em inglês), nos Estados Unidos, divulgou nas redes sociais que mais um ninho de vespas assassinas foi encontrado e eliminado. Este é o segundo ninho da vespa derrubado pelo órgão.

Saiba mais:

  • Caçada às 'vespas assassinas': cientistas conseguem capturar animal nos EUA após meses de armadilhas
  • Tudo que você precisa saber sobre as vespas-mandarinas que apareceram nos EUA
  • ‘Vespas assassinas’ não representam perigo tão grande a humanos, dizem especialistas nos EUA

As vespas assassinas, que podem chegar até 5 centímetros recebem este nome porque quando atacam abelhas e vespas de outras espécies matam toda a população, além de consumirem tudo o que tem nas colmeias. Por isso, elas também prejudicam a polinização.

Estados Unidos derrubam segundo ninho de vespas assassinas — Foto: Reprodução / WSDA

Veja abaixo vídeo da primeira exterminação feita pelo WSDA.

VÍDEO: Ninho de vespas gigantes asiáticas é destruído no estado de Washington

VÍDEO: Ninho de vespas gigantes asiáticas é destruído no estado de Washington

window.PLAYER_AB_ENV = "prod"

Essa espécie de vespa não é nativa da América do Norte, mas, sim, da Ásia.

O primeiro ninho derrubado pelo órgão foi em agosto. Na ocasião, os insetos tentaram atacar os trabalhadores que ficaram responsáveis por acabar com o foco, mas a roupa protetora impediu que eles fossem picados.

Um terceiro ninho foi localizado e deve ser eliminado nos próximos dias.

Vespas assassinas medem até 5 cm e atrapalham a polinização — Foto: Reprodução /WSDA

Veja também:

  • Mais dois peixes invasores venenosos são capturados em Noronha
  • Entenda por que peixes-leão ameaçam ecossistema

Vídeos: tudo sobre agronegócios

200 vídeos

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE