Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Furacão Pâmela chega ao México

Tempestade pode atingir ventos de até 150km/h. Autoridades acenderam alerta para fortes chuvas e riscos de alagamentos em Sinaloa, na costa oeste do país.

 

O furacão Pâmela tocou o solo do México nesta quarta-feira (13), informou o Serviço Meteorológico Nacional que alertou para a possibilidade de alagamentos em Sinaloa, na costa oeste do país.

A tempestade, segundo os meteorologistas mexicanos, pode atingir ventos de até 150km/h.

O Centro Nacional de Furacões (NHC), dos Estados Unidos, afirmou em um comunicado que acompanha o trajeto de Pâmela, que pode avançar em direção ao Texas.

Furacão Pâmela tocou o solo do México em 13 de outubro de 2021 — Foto: Reprodução/Serviço Meteorológico Nacional

"A previsão é que Pâmela será um grande furacão", afirmou o NHC.

Na véspera, os mexicanos se preparavam para a aproximação da tempestade colocando tapumes em janelas e estocando suprimentos e água.

Mexicanos cobrem vidros e janelas com tapumes para a passagem do furacão Pâmela em 12 de outubro de 2021 — Foto: Daniel Becerril/Reuters

Danos em Mazatlan

No porto de Mazatlan, com cerca de 500 mil habitantes e a maior cidade da zona de impacto, a passagem do fenômeno deixou árvores e postes derrubados e ruas inundadas.

A Proteção Civil de Sinaloa divulgou imagens de equipes de resgate ajudando a transferir moradores de áreas inundadas para abrigos.

As autoridades pediram aos moradores das áreas rurais da zona de impacto que fossem para refúgios diante do risco de inundações.

Em Villa Unión, com cerca de 13 mil habitantes, 25 famílias que viviam em área de risco foram transferidas para abrigos, informaram as autoridades locais.

Furacões do Pacífico

A temporada de furacões da área do Pacífico começa em maio e dura até novembro, um pouco diferente da temporada atlântica, que começa um mês depois.

No entanto, furacões do Pacífico não costumam ser tão frequentes - e são menos destrutivos que os do Atlântico - o que não significa que não sejam um problema.

Professor de meteorologia da Universidade da Luisiana, Nan Walker disse ao "The New York Times" que são poucos os furacões do Pacífico com “grande impacto na terra”.

No entanto, tanto a agência americana quanto a mexicana esperam que o Pâmela possa deixar estragos, com fortes chuvas, desabamentos e inundações.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE