Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Pessoas que esperam apartamentos do '''Casa Verde e Amarela''' protestam em Ananindeua, após sorteio

Manifestantes questionam o sorteio feito pela prefeitura da cidade. Sehab disse que fez o o procedimento dentro da legalidade, cumprindo todas normas e critérios.

 

Pessoas que esperam receber apartamentos do programa 'Casa Verde e Amarela', do governo federal, fecharam na manhã desta quinta-feira parte da rodovia BR-316, em Ananindeua, região metropolitana de Belém.

Os manifestantes questionam o sorteio, feito na última quarta, pela prefeitura da cidade das pessoas contempladas, que não estaria dentro da legalidade, e que haveria fraude.

A Secretaria de Habitação de Ananindeua informou, em nota, que "o sorteio 'Casa Verde e Amarela', referente às unidades do empreendimento 'Anita Gerosa' ocorreu dentro da legalidade, cumprindo todas normas e critérios estabelecidos pelo governo federal, com toda a transparência e lisura que o processo exige".

A secretaria afirmou ainda que "não houve indício de fraude ou erro no sistema" e que "o sorteio ocorreu presencialmente no Ginásio do Abacatão, transmitido ao vivo, via rede social oficial da Prefeitura de Ananindeuas".

Ainda segundo a secretaria, o sorteio também teve auditoria de representantes da Caixa e dos Ministérios Públicos Estadual e Federal.

A Sehab disse que, em dezembro de 2020, anunciou a lista enviada pela Caixa com os nomes dos candidatos aptos ao sorteio e, ao mesmo tempo, abriu as inscrições para esta última fase.

No total, foram 9 mil inscritos, mas o empreendimento residencial conta apenas com 220 unidades.

A secretaria disse que "lamenta que uma grande parcela dos candidatos inscritos e aptos tenham ficado de fora, mas o sorteio é a modalidade mais justa e imparcial que existe e que qualquer pessoa que esteja dentro dos critérios estabelecidos pode participar".

VÍDEOS com notícias do Pará:

200 vídeos

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE